Aleluia entra com pedido liminar para barrar showmício pró-Haddad em Salvador – Deputado Aleluia

Aleluia entra com pedido liminar para barrar showmício pró-Haddad em Salvador

whatsapp-image-2018-10-26-at-14-39-11

O deputado federal José Carlos Aleluia (Democratas-BA) ingressou com dois pedidos de liminar, no início da tarde desta sexta-feira (26/10), para barrar a realização de um showmício em favor do candidato do PT, Fernando Haddad, marcado para as 17h no Farol da Barra, em Salvador.

As representações endereçadas ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) denunciam a divulgação do evento com banda e cantor, a ser realizado após uma caminhada com a presença de Haddad. No documento, Aleluia também cita o governador Rui Costa, que tem promovido o ato político em suas redes sociais.

“A promoção de um showmício após a caminhada do PT é um atentado grave à Lei Eleitoral que deve ser coibido e levar à punição de quem está se achando acima da lei. Não podemos nos acostumar a viver em um estado em que tudo que é feito em favor do partido do governador seja tolerado. A Bahia não é propriedade do PT” criticou Aleluia, que assina a ação como presidente da Coligação “Coragem Para Mudar a Bahia”.

A liminar pede para que a Justiça Eleitoral, através do poder de polícia, determine a proibição do showmício, ressaltando ainda o dano irreparável ao processo eleitoral, visto que o candidato do PT se beneficiou através de propaganda irregular, ao promover o ato com a promessa de um evento musical durante o ato político. Já a caminhada, marcada anteriormente para as 15h, não é alvo da denúncia.

Evento político
O showmício está sendo oficialmente promovido pelos movimentos Frente Brasil Popular e Brasil Sem Medo. Na representação, Aleluia denuncia que ambos estão ligados politicamente ao PT, também citando o governador Rui Costa, o principal divulgador do evento nas redes sociais.

Aleluia também faz menção a um evento anterior, realizado no dia 28 de Setembro, quando a cantora Daniela Mercury comandou um ato político-partidário contra o candidato Jair Bolsonaro. A ação contou com música e banda, o que configura crime eleitoral.

“Estamos vendo diariamente infrações à Lei Eleitoral acontecendo em Salvador e no Estado da Bahia, sempre em favor do candidato do PT. O governador está tentando passar uma imagem de que ele, seu partido e seu candidato estão acima da lei. Não estão. Faço um alerta para que prefeitos e vereadores não caiam na besteira de agir contra a lei, pois estaremos vigilantes e vamos denunciar”, declarou Aleluia.

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA DA REPRESENTAÇÃO