Bancada baiana está unida para não perder sua indústria automotiva – Deputado Aleluia

Bancada baiana está unida para não perder sua indústria automotiva

37070191794_fac2362fc3_o

Em audiência na Comissão Mista do Congresso Nacional que avalia a MP 843/2018, nesta quarta-feira (17/10), deputados e senadores baianos se uniram e impediram a inclusão de uma emenda que traria desvantagem à indústria automotiva baiana em comparação a outros estados do Nordeste.

A MP institui o Programa Rota 2030, que possui itens essenciais para a manutenção do parque automotivo da região, com a renovação de incentivos fiscais condicionados à atração de novos investimentos no setor. A bancada baiana, que conta com mais de 10 parlamentares na comissão, se opôs à emenda apresentada pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE), que traz benefícios endereçados à montadora instalada em seu estado.

“Não queremos dificultar os interesses de Pernambuco, mas não podemos deixar que uma emenda prejudique a cadeia automotiva da Bahia e todo um parque industrial que emprega mais de 20 mil pessoas em nosso estado”, afirmou o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM), um dos responsáveis pela mobilização baiana na sessão.

Além de Aleluia, estiveram presentes a senadora Lídice da Mata (PSB) e os deputados Afonso Florence (PT), Benito Gama (PTB), Daniel Almeida (PcdoB), Márcio Marinho (PRB) e Félix Mendonça Júnior.

A articulação que barrou a estratégia da bancada pernambucana deve abrir um canal de negociação para que que seja construída uma proposta mais equilibrada, atendendo aos interesses dos parques automotivos da Bahia, Pernambuco e Ceará.

“Melhor os três Estados brigando juntos pela prorrogação do que cada um isolado, com menos força para debater com o governo federal e os demais estados da federação”, ponderou Aleluia.

ROTA 2030
O novo programa de incentivo do setor automotivo foi elaborado pelo Governo Federal para substituir o Inovar-Auto e deve prorrogar, com algumas alterações, incentivos fiscais condicionados à atração de novos investimentos. O modelo atual é o responsável por manter a Ford na Bahia, a Fiat em Pernambuco e a Troller no Ceará.

Veja também: Só um representante da Bahia em reunião para manter indústria automotiva do Nordeste