Edital do Canal do Sertão Baiano é publicado no Diário Oficial – Deputado Aleluia 2555

Edital do Canal do Sertão Baiano é publicado no Diário Oficial

32d1c100-3216-4fac-bb4f-0e54af179bb5
Considerada a maior obra do interior do estado, projeto foi reativado através do deputado Aleluia

O edital de licitação do projeto básico do Canal do Sertão Baiano foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (04/10). A obra será responsável por garantir segurança hídrica a 44 municípios e 1,5 milhão de baianos.

Antes abandonado, o projeto foi reativado através do deputado federal Aleluia (Democratas-BA), responsável por articular junto ao Ministério da Integração Nacional, à Codevasf e à bancada baiana a inclusão de uma emenda de R$ 30 milhões no Orçamento de 2018 para licitar o projeto inicial. Aleluia também foi autor da emenda junto à MP 824/2018 que ampliou definitivamente a área de atuação da Codevasf em território baiano, fato essencial para o andamento do projeto.

“Esta pode ser considerada a obra mais importante do estado nos últimos 30 anos. Vamos criar uma estrutura de integração entre os principais rios do norte e nordeste baiano, garantindo segurança no fornecimento de água o ano todo. Isso vai mudar a realidade de uma região castigada pela seca, mas que agora terá condições de multiplicar sua área agrícola e atrair indústrias. Estamos falando de mais de 45 mil empregos espalhados pelo interior”, comemorou Aleluia.

O CANAL

O Canal do Sertão Baiano vai captar água do Rio São Francisco, em Juazeiro, onde será responsável por garantir a conclusão do Projeto Salitre, irrigando mais de 32 mil hectares.

Ele segue por gravidade no sentido sul, integrando as bacias dos rios Salitre, Curaçá-Vargem, Macururé, Itapicuru, Tourão-Poções, Vaza-Barris, Paraguaçu e Jacuípe. São mais de 300 quilômetros de extensão até desaguar na barragem de São José do Jacuípe, assegurando de forma definitiva a oferta de água em 44 municípios da região semi-árida do estado.

“Essa obra é uma verdadeira maravilha da engenharia, pois usa a força da gravidade durante todo o trajeto, integra bacias e ainda reinsere a água captada ao curso natural de um importante rio. Fico orgulhoso como engenheiro, como professor, mas também como um deputado federal que entende que a nossa atuação não pode se limitar a só trazer carro-pipa quando a seca chega. Lutar por grandes projetos deve estar acima de qualquer interesse eleitoral”, afirmou Aleluia.

O deputado Aleluia se compromete a ter como bandeira principal do próximo mandato a conclusão do projeto, acompanhamento como engenheiro o trâmite técnico e articulando politicamente a garantia dos recursos para o andamento das etapas.

Confira a lista das cidades que serão impactadas pelo projeto:

Andorinha, Antônio Gonçalves, Caém, Caldeirão Grande, Campo Formoso, Capim Grosso, Filadélfia, Itiúba, Jacobina, Jaguarari, Miguel Calmon, Mirangaba, Pindobaçu, Ponto Novo, Queimadas, Quixabeira, Santaluz, São Domingos, Valente, Senhor do Bonfim, Serrolândia, Candeal, Capela do Alto Alegre, Gavião, Ichu, Mairi, Morro do Chapéu, Mundo Novo, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Piritiba, Riachão do Jacuípe, São José do Jacuípe, Tapiramutá, Saúde, Uauá, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Ourolândia, Umburanas, Várzea Nova, Sobradinho e Juazeiro.