Metro1: Aleluia critica delação premiada de donos do Grupo JBS; “O crime compensou”

29079063290_c317827a79_z

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) criticou, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (22), a deleção premiada feita pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do Grupo JBS, que atingiu o presidente da República Michel Temer, o senador afastado Aécio Neves (PSDB), os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, além de vários políticos de diversos partidos.

“Foi uma delação super premiada, ultra premiada. Se você olhar todos os outros que resolveram fazer delação, todos estão pagando muito caro: cadeia, tornozeleira, dinheiro. Enquanto nessa, veja como está. É um absurdo, depois de ter roubado, corrompido e confessado tudo isso, estarem agora nas ruas de Nova York, nos melhores restaurantes, todo tipo de lazer, desfrutando e dando risada da cara dos brasileiros. Esses empresários têm que ser chamados de novo pela justiça. Na véspera para o lançamento da delação compraram US$ 1 bilhão no câmbio. Lembra do ‘Golpe de Mestre’, o filme? Esse é um golpe de mestre! Há uma indignação grande com o prêmio dado a esses empresários, pode dizer que nesse caso, o crime compensou”, analisou.

 

Matéria publicada pelo Metro1 no dia 22/05/17