Aleluia: “A Justiça do Trabalho é uma devoradora de empregos”

whatsapp-image-2016-10-04-at-14-24-45

“A Justiça do Trabalho se tornou uma devoradora de empregos no Brasil”, afirmou o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA), durante audiência pública realizada na comissão da Reforma Trabalhista, na Câmara Federal, nesta quinta-feira (09). Diante de procuradores e desembargadores, o parlamentar baiano defendeu a unificação das justiças e o fim da Justiça do Trabalho, que, do jeito que funciona, estaria sendo um problema para o País.

“Se o nosso sistema fosse bom e se estivesse funcionado bem, o Brasil seria um país produtivo. Não haveria nenhuma indústria de confecção se transferindo para o Paraguai ou China”, argumentou Aleluia. Para ele, grande parte de juízes e procuradores do trabalho demonstram desconhecer o mundo real.

Como exemplo da desconexão com a realidade, o deputado citou o caso da terceirização e deu o exemplo da construção imobiliária: “Para erguer um prédio residencial de 20 andares, em média, uma construtora leva dois anos. Será que ela vai ter que manter uma equipe de fundação para trabalhar quatro ou cinco meses por que é ou não uma atividade fim da construção a fundação?”.

Aleluia defendeu a Reforma Trabalhista em discussão no Congresso, embora ainda a considere tímida diante das mudanças necessárias. “Acho ainda pouco, mas é para tirar do sufoco”. O parlamentar afirmou que sua preocupação é com o emprego, com a produção nacional, e com a retomada do desenvolvimento.